+55 48 996853670

Índia passa a ser o maior utilizador de criptoativos do mundo.

Redação 12 de Setembro, 2023

A adoção de criptoativos no mundo recuperou face à queda do ano passado, mas continua em tendência negativa, segundo a edição deste ano do índice de adoção de criptoativos da consultora Chainalysis. No "ranking" composto por 154 países, a Índia lidera a tabela, um salto de três lugares face ao ano passado.

"A adoção global [criptoativos] está em queda", refere a Chainalysis. "Embora tenha havido uma recuperação acentuada desde o marasmo do final de 2022,  altura em que a FTX colapsou, a adoção ainda está muito longe dos seus máximos históricos", acrescenta a consultora.

Porém, não é assim em todo o lado. "Há um segmento crucial de países onde a adoção teve uma recuperação muito mais forte do que em qualquer outra região: os países com rendimentos nacionais brutos "per capita" baixos e médios [na sigla inglesa LMI]".


Para a consultora especializada em "blockchain" esta concentração pode ser um bom prognóstico para o mercado, pois "frequentemente estes são países em ascensão, com população e indústrias dinâmicas e em crescimento".

Assim, "se os países com baixos rendimentos são o futuro, então os dados indicam que as criptomoedas vão ser uma grande parte desse futuro", remata a Chainalysis.

Índia sobe três lugares. Ucrânia em quinta posição

O relatório que contém o índice da Chainalysis é composto por 154 países, sendo publicado em vários capítulos, separados por continentes. As posições são avançadas por partes, estando apenas disponíveis, neste primeiro capítulo, as 20 primeiras posições do "ranking".

A Índia ocupa a primeira posição, saltando três lugares. "A Índia continua a ser um dos principais mercados cripto apesar dos obstáculos em torno da legislação fiscal", frisa a consultora. A Índia é o segundo maior mercado em termos de volume bruto de transações cripto, "superando várias nações mais ricas", refere a Chainalysis.

O pódio fica completo com a Nigéria e o Vietname. EUA e Ucrânia ocupam o quatro e quinto lugar, respetivamente.

Mais uma vez, Portugal não está presente no top20 dos países com maior adoção de criptoativos do mundo. No ano passado ocupou a 37.ª posição.

Fonte: Redação

Compartilhe

Instagram
Whatsapp
Telegram
Facebook